Poesia —— Carlos Drummond de Andrade

Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça / Sem que eu pedisse, fizeste-me a graça / de magnificar meu membro. / Sem que eu esperasse, ficaste de joelhos / em posição devota.