02.05.2021

Sinto necessidade de te escrever sobre o amor porque me disseste no outro dia que «o amor é como a droga, às vezes é bom e dá borboletas na barriga, mas outras é mau e deixa-nos presos àquela pessoa».