Poesia —— Ana Luísa Amaral

Li uma vez / que a pele e o perfume / são como gémeos junto a certas peles, / e que essas peles os colam / às coisas que tocaram