LIVROS


O PRAZER
—— MARIA HESSE

Depois das biografias ilustradas de Frida Kahlo e David Bowie, a escritora e ilustradora espanhola Maria Hesse volta a surpreender com este belíssimo livro ilustrado a que chamou “O Prazer”. Uma obra onde se debruçou sobre a sua própria sexualidade, numa redescoberta de quem é na sua intimidade. Desta vez, Hesse destaca mulheres que contribuíram para a sexualidade feminina e nesse caminho conta a sua própria experiência. E assim ficamos a saber que o seu caminho para o despertar da sexualidade foi tortuoso, semeado de culpa, vergonha e ignorância. Sentimentos que ultrapassou graças a uma curiosidade insaciável e ao exemplo sábio de mulheres que souberam explorar o mistério e o poder da sensualidade, que enfrentaram os preconceitos do seu tempo, que deram um nome àquilo que não tinha nome e que desbravaram a rota do prazer para que outras a pudessem percorrer mais facilmente. Mulheres de carne e osso ou apenas da ficção, como Lilith, Maria Madalena, Safo, Eve Ensler, Colette, Anaïs Nin, Simone de Beauvoir, Anne Sexton, Mata Hari, Betty Dodson, Marilyn Monroe, Erika Lust e até Daenerys Targaryen. Graças a elas, Hesse desenhou um mapa do prazer feminino para que todas e todos o possam explorar.

Título: O Prazer
Autor: Maria Hesse
Editora: Suma de Letras
Edição: 2020
Preço: 16,92€


O RELATÓRIO HITE — UM PROFUNDO ESTUDO SOBRE A SEXUALIDADE FEMININA
—— SHERE HITE




Eis um clássico sobre a sexualidade feminina, publicado em 1976, que revolucionou a forma de encarar a sexualidade feminina e que desfez muitos preconceitos e tabus. A autora, Shere Site, que além de escritora e sexóloga, tirou a licenciatura em história, questionou 3.000 mulheres sobre a sua sexualidade e o comportamento dos homens e, no fim, publicou as respostas. Uma obra que não só expõe o machismo, a ignorância e a desvalorização do prazer feminino por parte de alguns homens, como reflete sobre o que dá mais prazer às mulheres numa relação sexual. O corpo do texto é composto pelos testemunhos destes milhares de mulheres que Hite diz traduzir uma certa definição cultural, mas não a biológica, não a orgânica, não a natural. Um livro que todas as mulheres (e homens) deviam ler. Porque há muita narrativa ali contada que continua a estar muito presente na intimidade de muitos casais.



Título: O Relatório Hite. Um profundo estudo sobre a sexualidade feminina
Autor: Shere Hite
Editora: Bertrand Editora
Edição: 1979
Preço: 22,20€




O AMOR NATURAL.
—— CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE





Quando esta obra poética foi lançada, em 1992 – cinco anos depois da morte de Carlos Drummond de Andrade – foi recebida e celebrada como um grande acontecimento cultural: Pela lírica erótica (e por vezes pornográfica) de um dos maiores poetas da literatura brasileira agora publicada em livro. Esta coletânea conta com 40 textos, quase todos inéditos, que o poeta manteve em segredo e confiou aos seus herdeiros a publicação. Fortes, intensos e sem o travo de melancolia da poesia amorosa de Drummond, os poemas de O Amor Natural chegam a ser solares na sua clara e positiva afirmação do desejo sexual, do conhecimento físico entre duas pessoas e da vitória contra a morte que representa a busca pelo prazer. Compostos no decurso da longa carreira literária do autor, os textos reafirmam a enorme vitalidade – pessoal e literária – do autor. Aqui faz-se do desejo e luxúria, poesia. São odes ao amor físico, à sexualidade, ao sexo. Porque o sexo – consensual e com prazer – é sempre poesia.



Título: O Amor Natural.
Autor: Carlos Drummond de Andrade
Editora: Editora Record
Edição: 2004
Preço: 14,31€


SÉRIES


NORMAL PEOPLE


“Normal People”, é uma série irlandesa, disponível na HBO Portugal, que narra a história de dois jovens que se envolvem amorosa e sexualmente nos primeiros anos da vida adulta. Esta adaptação do romance de Sally Rooney, retrata os encontros e desencontros do par romântico Marianne e Connell, de mundos diferentes e que se ligam e encaixam nas diferenças. Ela é sarcástica e irónica, vem de uma família de classe média alta e não é muito popular. Ele é tímido, popular e vem de uma família de classe baixa, vive apenas com a mãe, que é empregada doméstica na casa dela. A história acompanha-os entre os 17 e os 22 anos, conhecem-se no liceu mas vão para a mesma faculdade, Trinity College, em Dublin. O que os une é, antes de mais,  o à vontade e  intimidade que conseguem alcançar, emocional e sexual. Uma série onde não faltam cenas eróticas e sexuais, realistas, mas filmadas com sensibilidade e bom gosto. O romance destes protagonistas não é como os outros, não é comum, é duro e cru, tem encontros e desencontros, equívocos, contradições, é complexo, como na vida real. Uma história que podia ser a vossa. Uma série inteligente e sensual a não perder de vista.

Título: Normal People
Plataforma: Hulu/HBO
Criador: Alice Birch e Mark O’Rowe, baseado no romance de Sally Rooney, “Normal People” 
Estreia: 26 de abril de 2020


Raquel Porto —— vídeoilustração

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
Share on google